Contato

(13) 3474-4200 | contato@recarautomarcas.com.br

Encontre seu novo veículo

Você está aqui:

Vazamento de óleo do motor: causas, como consertar e perigos


Vazamento de óleo do motor: causas, como consertar e perigos

Nem toda ‘pocinha’ de óleo no chão da garagem indica que se trata do fluido proveniente do motor. De qualquer maneira, é preciso identificar o problema

Sabe aquela mancha de óleo que aparece vez ou outra em todo lugar onde você estaciona o carro? Ela pode estar indicando que há um vazamento de óleo do motor, o que pode prejudicar e muito o funcionamento do seu automóvel. Mas, antes que você se apresse em concluir que o óleo ‘fujão’ veio lá do cárter, é bom identificar primeiro qual é a origem do vazamento.

Locais, causas e soluções para resolver o vazamento do óleo do motor

Uma das razões mais frequentes que pode causar o vazamento do óleo do motor é o bujão – parafuso localizado no dreno do cárter – estar mal-fechado. Entre uma troca de óleo e outra,  pode ocorrer do profissional responsável pelo serviço deixar esse bujão um pouco frouxo ou mesmo apertado demais. Neste último caso, a rosca pode espanar e o óleo vazar por ela. O que se pode fazer nessa situação é bem simples: só trocar o bujão (e reclamar bastante do mal-serviço).

Por falar em mal-serviço, se o filtro do óleo estiver mal colocado também, é comum que o óleo vaze por ele. É bom ficar de olho logo após realizar a troca do óleo. Caso ocorra o vazamento, leve o carro novamente onde o serviço foi realizado e, caso o filtro não esteja danificado, peça para darem o aperto correto no componente.

Continuando na troca de óleo, todo mundo sabe que se o nível do fluido estiver abaixo do mínimo recomendável, o motor ficará em sérios apuros. Mas, se acontecer o contrário, se o motor estiver com excesso de óleo, além do nível máximo indicado na vareta? O resultado será também um possível vazamento desse fluido. Nesse caso, se o óleo atingir a câmara de combustão, as velas ou o catalisador, o prejuízo também será inevitável. Então, a solução é retirar o excesso de óleo.

Em alguns automóveis, também pode ocorrer o vazamento pela tampa de válvulas. O grande vilão, nesse caso, além da possibilidade do desgaste das peças,  é o suspiro do motor entupido. Neste caso, leve o carro ao mecânico e peça para ele avaliar se a mangueira do suspiro e a peneirinha que vai dentro dela precisam ser trocadas. E, claro, realizar a limpeza do sistema.

Junta do cárter – Antes de já bater o martelo que o local do vazamento é na junta do cárter, é preciso conferir os retentores de óleo ou se o fluido pode estar escorrendo de outro lugar e parando próximo a junta. Ele pode vazar inclusive pela tampa do óleo. Caso essas outras possibilidades não estejam ocorrendo, aí é realizar a substituição da junta do cárter.

Um outro local que também deve ser verificado é no interruptor do óleo, mais conhecido como “cebolinha”. Quando esse componente estoura, o óleo vaza por dentro dele. Nesses casos, a luz de óleo se acende no painel. A solução é bem simples, só substituir a peça.

Interruptor de óleo do motor – “cebolinha”

Nem sempre o fluido que vazou veio do cárter

Pela coloração do fluido é possível já perceber se o vazante em questão é ou não o óleo do cárter. Por exemplo, caso seja meio avermelhado, é bem provável que se trata do fluido do sistema da direção hidráulica.

Agora se for transparente ou meio amarronzado, é necessário que você verifique o nível do fluido de freio. Descartada essas duas hipóteses, a origem pode ser mesmo no cárter.

Outra dica é conferir o nível do óleo na vareta pelo menos uma vez por semana ou de 15 em 15 dias. Se o nível estiver baixando com frequência, isso é sinal de que algo está errado e  que você deve levar o seu carro em uma oficina especializada.

Luz de alerta no painel

Agora, se a luz de alerta que indica o nível do óleo se acender no painel com o carro ligado, ou não se apagar logo após você dar a partida, o problema pode ser mais grave do que você imagina.

Importância do óleo do motor

É sempre bom reforçar que com vazamento de óleo não se brinca. Afinal, esse fluido é essencial para que o motor funcione bem, já que é o responsável pela lubrificação de suas partes móveis, atuando na redução do atrito e evitando o desgastes dos seus componentes.

Ele também evita que algumas partículas geradas durante a combustão se acumulem dentro do motor, e é o responsável por garantir a manutenção da temperatura do mesmo.

Prevenir ainda é o melhor remédio

A prevenção é bem simples: mantenha a manutenção do seu carro sempre em dia e realize as trocas de óleo nos períodos recomendados no manual do proprietário. Procure oficinas de confiança e fique atento a qualquer sinal de vazamento, seja no piso da garagem, seja quando abrir o capô e perceber qualquer marejamento de óleo, ou o nível ficar baixando além do normal.

https://autopapo.uol.com.br/noticia/vazamento-de-oleo-do-motor-identifica-evita/

Copyright © 2014 Recar. Todos os direitos reservados

Marketing Digital - Coletiva Web
WhatsApp chat